Chef Justa Nobre Chef Justa Nobre Chef Justa Nobre

Introdução _

“Eis senão quando, me torno cozinheira”

Quando saiu de Vale de Prados, detrás dos montes que seguravam o seu talento, a pequena Justa não sabia o que o futuro lhe reservava, mas sabia ter energia e garra para o que aparecesse, se aparecesse, e apareceu. Com o que a vida lhe foi dando, foi fazendo o que sempre soube fazer, com amor, com dedicação. A vida não precisou de lhe dar muito, para que disso fizesse muito. A vida nunca precisou de dar muito às pessoas grandes. A todos os desafios foi dizendo que sim, aceitando-os com a humildade e a sapiência de quem sabe o que vale. Até ao momento em que disse “Um dia ainda hei-de ter um restaurante meu e aparecer na televisão…” e assim aconteceu, mais ainda…

Justa Nobre _

Biografia

Justa Nobre é um nome incontornável da cozinha portuguesa, expoente máximo dos sabores tipicamente nossos. Nascida no coração de Trás-os- Montes, Justa Nobre transportou alma e o sabor da cozinha tradicional portuguesa para a capital. Cedo se tornou chefe de cozinha e não demorou a inaugurar o seu próprio espaço, que desde então, se tornou uma referência da gastronomia portuguesa. Conhecida por reinventar a boa cozinha portuguesa, Justa Nobre sempre teve a preocupação de utilizar produtos novos e de qualidade na confeção das suas receitas.
Arrow
Arrow
Slider

Inspirações, Tradições e Origens

Muitas das inspirações e sabores que sempre acompanharam Justa Nobre, estão consigo desde sempre, desde a sua origem, em Trás-os- Montes. As cores e texturas dos ingredientes encantam-na e inspiram-na em cada receita. A sazonalidade é outro factor relevante nas suas escolhas, para garantir que os ingredientes são servidos na altura certa, com todas as suas características intactas. A sua permanente curiosidade faz com que olhe sempre para os alimentos com uma perspetiva criativa, tornando-os versáteis e criando novas receitas, mas sempre sem perder de vista o que é tradicional, o que é nosso. Especialidades da Chef – Sopa de Santola, Lombo de Robalo Selvagem à Justa e Perninha de Cabrito Assado no Forno à Transmontana.

Equipa

“Uma equipa para mim é como um puzzle. Todos os elementos têm de encaixar.”

José Nobre e Justa Nobre

Justa Nobre e Ana Graça

Restaurantes / Reservas _

O Nobre – Campo Pequeno

Foi no Campo Pequeno que Justa Nobre abriu as portas deste restaurante que rapidamente se tornou um local incontornável para quem aprecia boa comida, com a preciosa ajuda do marido António Nobre, do cunhado Paulo e das irmãs Ana e Guida. Um ambiente acolhedor e agradável à vista, onde a boa cozinha portuguesa é confeccionada com amor e muita alma transmontana. Receitas tradicionais reinventadas sem perder de vista os traços originais.

Av. Sacadura Cabral 53B 1000-080 Lisboa
21 797 0760
restauranteonobre@gmail.com
reservas@onobre.pt

Faça a sua reserva no O Nobre – Campo Pequeno:

À Justa

O À Justa é a mais recente aposta da Chef Justa Nobre na cidade de Lisboa, no Bairro da Ajuda, onde a mesma fez história nos anos 90. O restaurante é mesmo à justa, com cerca de 36 lugares. É um espaço acolhedor, onde a arquitetura contemporânea e clássica, através do uso de madeiras e azulejos de cunho bem português, se unem conferindo ao local uma elegância e conforto único. Para este novo espaço Justa Nobre preparou uma ementa que reflete bem a sua imagem enquanto Chef de Cozinha Tradicional Portuguesa com um toque moderno de inovação e requinte. No À Justa, pela mão de uma equipa jovem e dinâmica, encontrará os clássicos da Chef Justa Nobre, como a Sopa de Santola, Lombo de Robalo Selvagem e Cabrito Assado. Contudo muitas novidades o vão surpreender.

Calçada Ajuda 107 1300-011 Lisboa
21 363 0993
reservas@ajusta.pt

Faça a sua reserva no À Justa:

Livros, Produtos e Receitas _

Livros

“Se estou triste preciso de cozinhar, se estou feliz preciso de cozinhar”. A expressão é de Justa Nobre e sai da nota da autora que abre um livro que é uma viagem de vida e de sabores, transversal a todos esses estados de espírito. “Fazer um livro meu era um sonho que tinha há mais de 20 anos. Fui adiando este projeto por falta de tempo, mas sobretudo por falta de maturidade…e agora acho que atingi maturidade suficiente para fazê-lo. Acho que isso representa um testemunho daquilo que fiz na minha vida, e esse testemunho é hoje mais importante do que nunca por causa dos meus netos e do meu filho”. As mais de 200 páginas fazem-se com receitas, bons produtos que lhe estão na base, mas essencialmente o percurso dito e fotografado que enquadra toda essa forma de estar à mesa. Uma história que começa em Trás-os- Montes, nos anos de 1950 e que continua em Lisboa…

Vinhos

Consensual Porto LBV 2013 e Tawny 10 Anos

Consensual Douro Branco e Tinto

Pacheca Douro Branco, Tinto e Rosé

São Sebastião Lisboa Branco, Tinto e Rosé

Azeites

Oliveira da Serra – Criações de Justa Nobre Criação forte e marcante, com uma «alma transmontana» capaz de «destacar a autenticidade de cada prato».

Receitas

Sonhos de Laranja com calda

Sonhos de Laranja com calda

Ingredientes: 2dl de água, ½ dl de leite, 1 colher de sopa, 280g de farinha, 5/6 ovos, 1l de óleo Calda de laranja: 2 laranjas (sumo e raspa), 3dl de água, 250g de açúcar, 1 pau de canela Preparação: Leva-se a água, o leite e a manteiga ao lume, depois de ferver junta-se a farinha e mexe-se bem até estar cozida e não se despegar. Retira-se para uma taça e vão-se juntando os ovos um a um, batendo bem com a batedeira até ficar uma massa mole e sem grumos. Leva-se o óleo ao lume e depois de estar quente, vai-se pondo pequenas quantidades de massa; deixa-se fritar com espaço para poderem crescer. Depois de se obter uma bolinha de massa alourada, retira-se. Escorrem-se em papel de cozinha, enquanto se faz a calda. Leva-se o sumo, a raspa, a água, o açúcar e o pau de canela ao lume.

Trilogia de Sabaião de Café, Sabaião de Vinho do Porto e Tacinha de Frutos Vermelhos

Trilogia de Sabaião de Café, Sabaião de Vinho do Porto e Tacinha de Frutos Vermelhos

Ingredientes: 5 gemas, 130g de açúcar, 1 chávena de café Preparação para Sabaião de Café: Numa tigela redonda bate-se muito bem as gemas com o açúcar, depois leva-se a tigela ao lume em banho-maria. Com as varas de arame continua-se a bater enquanto se vai acrescentando o café aos pouquinhos. Deve ficar uma mousse fofa e resistente. Depois divide-se o Sabaião pelas tacinhas ou copinhos de shot. Preparação para Sabaião de Vinho do Porto: Faz-se da mesma maneira que o Sabaião de café, apenas se substitui o café por vinho do Porto doce. Divide-se também por tacinhas ou copinhos de shot. Servem-se as duas receitas com uma tacinha de frutos vermelhos.

Rabanadas

Rabanadas

Ingredientes: 6 fatias de pão de forma sem côdea, 3 Ovos, 3 dl leite, 1l óleo para fritar, 200g açúcar, 2 colheres de sopa Calda de laranja: 2 laranjas (sumo e raspa), 3dl de água, 250g de açúcar, 1 pau de canela Preparação: Aquece-se o óleo numa frigideira larga, enquanto se passam as fatias pelo leite morno, de seguida pelos ovos batidos e levam-se a fritar. Convém que o óleo não esteja muito quente para não queimarem. Viram-se, e depois de estarem loirinhas dos dois lados, tiram-se e escorrem-se em papel de cozinha. Junta-se o açúcar com a canela e passam-se as rabanadas pela mistura. Colocam-se num prato de serviço e estão prontas a servir.

Bacalhau Confitado com Batata-Doce e Vegetais

Bacalhau Confitado com Batata-Doce e Vegetais

Ingredientes: 1.200Kg lombos de bacalhau (200g cada), 1l azeite, 4 dentes de alho, 1 pé de alecrim, 1 folha de louro, 1.200Kg batata-doce, 300g ervilhas tortas, 400g couvinhas de Bruxelas, QB sal, QB pimenta Preparação: Descascam-se as batatas-doces e cortam-se em rodelas com 1cm de grossura. Temperam-se de sal e pimenta e vão ao forno em 2,5dl de azeite até estarem loirinhas, viram-se e deixam-se alourar do outro lado, enquanto alouram por fora, ficam cozidas por dentro. Entretanto cozem-se as couvinhas e as ervilhas em água e sal. Numa frigideira anti-aderente funda coloca-se o azeite, e juntam-se os alhos, o alecrim e o louro. Depois de estar a ferver coloca-se o bacalhau com a pele para cima, tapa-se e deixa-se terminar. Empratamento: No prato colocam-se rodelas de batata-doce, por cima ervilhas e por cima o lombo de bacalhau. À volta, couvinhas abertas ao meio, e rega-se com o azeite de cozer o sal.

Caldeirada de Bacalhau

Caldeirada de Bacalhau

Ingredientes: 1.200kg lombinhos de bacalhau (200g cada), 1.5kg batatas de cozer, 300g cebolas, 3 dentes de alho, 2dl azeite, 500g tomates bem maduros, 1dl vinho branco, 1 pimento verde, 1 pimento vermelho, 1 molhinho de coentros, QB sal, pimenta e picante Preparação: Cortam-se as cebolas às meias-luas finas e laminam-se os alhos, levam-se ao lume num tacho largo até a cebola ficar mole. Junta-se o tomate e o louro e deixa-se cozinhar um pouco. Junta-se o vinho branco e as batatas às rodelas grossas, acrescentam-se os pimentos em tiras. Tempera-se de sal e pimenta, tapa-se o tacho e deixa-se cozinhar lentamente. Depois de cozinhadas as batatas, coloca-se por cima os lombos de bacalhau a cozinhar mais 5 minutos, com o tacho bem tapado. Se estiver com pouco molho junta-se um copo de água antes de colocar o bacalhau. Depois de pronto, serve-se um lombo de bacalhau por pessoa e polvilha-se o prato com coentros picados.

Carré de borrego com crosta de ervas

Preparação Carré

Ingredientes: 1.200kg de carré de borrego, 160g de pão de forma sem côdea, 2dl de azeite, 2 colheres de sopa mostarda, QB sal e pimenta, 1 colher de sopa folhas de tomilho, 1 colher de sopa alecrim, 1 colher de sopa ervas provence Preparação: Limpa-se o carré de pele e sebo, deixando os ossos limpos. Tempera-se de sal e pimenta. Pica-se o pão com as ervas frescas e secas. Junta-se a mostarda e metade do azeite, comprime-se esta mistura contra a carne do carré. Leva-se o restante azeite ao lume numa frigideira anti-aderente; depois de quente coloca-se o carré com a crosta para baixo e deixa-se cozinhar 4 minutos em lume brando. Vira-se e cozinha mais 4 minutos. Retira-se para um tabuleiro e vai ao forno a 170º, durante 5 a 7 minutos; convém que fique mal passado. Tira-se e corta-se o carré de 2 a 3 costelas. Serve-se com batata gratinada e espargos verdes.

Preparação Batata

Ingredientes: 6 batatas, 100g bacon em cubinhos miúdos, 2 colheres de sopa manteiga, 3 colheres de sopa natas, 2 colheres cebolinho picado, 60g queijo ralado, QB sal e pimenta Preparação: Lavam-se muito bem 6 batatas do tamanho desejado. Polvilha-se com um pouco de sal, embrulham-se individualmente em papel de alumínio e vão a assar. Quando estiverem assadas tiram-se e faz-se uma tampa; com uma colher retira-se a polpa de batata e esmaga-se com um garfo. Leva-se a frigideira ao lume com a manteiga. Depois de derretida junta-se o bacon e deixa-se fritar um pouco. Junta-se a batata esmagada, as natas, o cebolinho; tempera-se de sal e pimenta e divide-se pelas 6 batatas. Polvilha-se de queijo ralado e vão ao forno até estarem loirinhas. Limpam-se os espargos e cozem-se em água a ferver com sal.

Serviços e Parcerias _

Serviços

  • Consultoria Gastronómica
  • Showcookings e Workshops
  • Catering
  • Eventos
  • Chef em Casa
  • Experiência: Visita ao mercado tradicional
Arrow
Arrow
Slider

Marcas

Encontra-se ligada a várias marcas. Confrade de algumas confrarias gastronómicas. Embaixadora/representante de alguns produtos portugueses: